O secretário de Educação do Paraná Renato Feder, foi convidado pelo presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido), para comandar o Ministério da Educação.

Segundo a Folha de São Paulo, após Carlos Dacotelli pedir demissão do cargo, o secretário do Paraná ligou para o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, falando do seu interesse de ser ministro.

Vale lembrar que Feder já defendeu extinção do MEC e a privatização do ensino.