O deputado Julian Lemos (PSL) engrossou às críticas ao Governo Federal, nesta sexta-feira (15), após a demissão do ministro da saúde, Nelson Teich, menos de um mês após sua posse. Segundo o parlamentar paraibano, a demissão do médico já era esperada e se efetivou porque Teich não se alinhou ao pensamento do presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista ao Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, Lemos opinou que os ministros que continuam no Governo precisam ‘se anular’ para não serem exonerados. “Se alguém discordar disso, é exposto ao vexame, como aconteceu com o ministro, que foi exposto ao vexame na frente de jornalistas”, disse.

“Eu sou governista, todo mundo sabe, não vou negar isso. Eu ajudei mais do que muitos a esse governo acontecer, mas eu não tenho compromisso com erros com quer que seja”, acrescentou o deputado.

Lemos lamentou o desfecho da demissão de Nelson Teich e criticou Bolsonaro. “É alguém que tinha sua vida, passou para dentro de um pandemônio e hoje vemos um desfecho que eu já estava prevendo. Uma pessoa inteligente ou ganha ou aprende, então é o momento de a gente aprender e o povo brasileiro chamar o feito à ordem de um homem que é presidente da República, mas não é maior que o Brasil”, pontuou.

Com Polêmica Paraíba