O goleiro Bruno Fernandes registrou boletim de ocorrência nesta terça-feira (08) após o primeiro treino usando tornozeleira eletrônica. Ele foi contratado pelo time Estrelão, no Acre.

De acordo com o Sistema Globo, Bruno pediu um exame de corpo de delito após se machucar. A defesa do goleiro entrou com uma liminar pedindo a suspensão do uso contínuo do equipamento e o pedido foi acatado pela justiça. Bruno vai tirar duas horas antes e colocar duas horas depois de cada jogo.

Bruno Fernandes foi condenado e está cumprindo em regime semi aberto pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. As penas somadas chegaram a 20 anos e 9 meses de prisão. A justiça determinou na última sexta-feira (4), que o goleiro deve usar tornozeleira eletrônica de forma ininterrupta, durante o cumprimento da sua pena.