Inacreditável, surreal, ou diríamos, uma verdadeira fatalidade, imagine você acertar as dezenas de um prêmio milionário, mas não ter direito de receber, pois é, o motivo é que faltou um pequeno detalhe, porém importantíssimo, pagar o bilhete.

Erasmo Bispo, 70 anos de idade, monteirense, residente em Brasília, nesse momento poderia estar com a sua conta “recheada” de real, digamos algo aproximado a R$ 200 milhões de reais. A realidade do senhor Eraldo Bispo, irmão do cantor Dejinha de Monteiro (In memoriam), por muito pouco não mudou ‘da água pro vinho’, talvez se tivesse esperado alguns minutos para efetuar o pagamento do bilhete com as seis dezenas sorteadas na Mega da Virada.

“Ele disse que não teve paciência de esperar na fila, tinha muita gente, e meu tio disse o seguinte: se não acertei até agora, não será hoje que irei acertar”, registrou o sobrinho do senhor Erasmo, Claudeir.

Há vários anos, o senhor Erasmo repetia a aposta contendo os mesmos números, porém, no dia 30 de dezembro de 2021, uma quinta-feira, exatamente no “grande dia” lhe faltou a paciência para permanecer na fila, e esse seria o dia que transformaria a sua vida, um dia que ficará marcado na vida do senhor Erasmo Bispo.

FONTE: PARAÍBA DA GENTE