A Polícia Federal (PF) indiciou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), por omissão de gastos na prestação de contas na eleição de 2018.

A suspeita é de que Ibaneis lançou candidaturas laranja durante a campanha. Se comprovado, o fato configura crime eleitoral.

Ao G1, a defesa do governador disse que “não houve omissão na prestação de contas, fato que ficará comprovado quando houver oportunidade para apresentação de defesa”.

A candidatura de duas mulheres chamaram atenção da polícia.

São elas Dolores Moreira Costa Ferreira, que recebeu R$ 502 mil do partido, mas apenas 551 votos, e Kadija de Almeida Guimarães, que recebeu R$ 573 mil do MDB e só obteve 403 votos.