O Governo do Estado já sentiu o impacto da força do movimento dos policiais e bombeiros militares da Paraíba. Os PMs estão ocupando as ruas e praças contra a retirada de direitos, achatamento salarial, desvalorização da categoria.

Nesta segunda-feira, dia 27, o protesto ocorreu na cidade de Patos, na Praça Getúlio Vargas, no Centro da cidade. O deputado estadual Cabo Gilberto Silva dirigiu sua mensagem aos policiais e bombeiros presentes e criticou o Governo e também o comandante geral.

“Não tenho nada contra o comandante, mas tudo isso que está acontecendo na nossa instituição tem nome e sobrenome, se chama Euller Chaves. O maior carrasco que a instituição já viu. Ele que mandou essa lei para a Assembleia, ele que fez essa covardia com todos nós, para beneficiar os seus”, afirmou Cabo Gilberto.

Os vereadores da cidade de Patos, Josmá Oliveira(Patriota) e Sargento Patrian (REDE) também, foram dar apoio ao movimento.

O evento em Patos constata o crescimento do movimento dos policiais em toda a Paraíba.  Há um clima de insatisfação dos policiais e bombeiros em todos os recantos do estado.

A terça-feira, dia 28, promete registrar o maior protesto dos policiais e bombeiros em João Pessoa, onde os protestos terão início na Praça dos Três Poderes, às 14h.

Em motociata e carreta policiais e bombeiros, da ativa e inativos, sairão da Praça dos Três Poderes, e seguirão para a Granja do Governador.

No final da tarde, às 17h haverá passeata e entrega de panfletos na orla de Tambaú e Cabo Branco.

Por: Marcelo José