O Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares emitiu uma nota oficial nesta quarta-feira, dia 29, repudiando, o oportunismo e a demagogia do ex-governador Ricardo Coutinho, que se utilizou do Movimento da Polícia e Bombeiros Militares, para ir as redes sociais criticar o apadrinhado João Azevedo, eleito com o apoio de Coutinho e com uso do dinheiro da corrupção desvendada no âmbito da Operação Calvário.

“TODOS NA POLÍCIA MILITAR SABEM QUEM É RICARDO VIEIRA COUTINHO. Foi o grande responsável pela quebra da paridade entre ativos e inativos ( conquistada a duras penas) com a criação da bolsa desempenho. O Clube dos Oficiais e a Caixa Beneficente, inclusive, foram autores do mandado de segurança MS 2011.534-25.2014.815.0000, que resultou em derrota do Governo do Estado e a Justiça determinando o pagamento de precatórios aos inativos a partir deste ano de 2022.”, diz a nota.

ENVOLVIMENTO NA OPERAÇÃO CALVÁRIO – A nota lembra que na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, pela primeira vez na história, a instituição foi envolvida em escândalo de corrupção.

“Não se deve jamais esquecer que foi na gestão do ex-governador que a nossa instituição de quase dois séculos de história foi envolvida, lamentavelmente, no escândalo da Operação Calvário, em escoltas de malas de dinheiro sujo oriundo de propina, conforme consta na investigação e de delações premiadas, já foi amplamente divulgado pela imprensa”, revela a nota do Clube dos Oficiais da PM e BM da Paraíba.

CARA DE PAU – A nota do Clube dos Oficiais trata a manifestação do ex-governador Ricardo Coutinho nas redes sociais como “cara de pau”.

“O ex-governador teve a “cara de pau” de falar em política exitosa em seu Governo citando a compra de equipamentos de proteção individual; a formação qualificada (que já existia); as unidades de polícia solidária (que apenas mudou o nome ( antes era Polícia Comunitária); e até as promoções – que estão previstas na nossa legislação, e que RC raramente cumpria o calendário previsto em lei”, acrescenta.

CLUBE DOS OFICIAIS ESTÁ VIGILANTE – A nota ainda destaca que o Clube dos Oficiais está vigilante quanto ao cinismo , oportunismo e demagogia do ex-governador Ricardo Coutinho.

“O Clube dos Oficiais está vigilante e não deixará que o oportunismo o cinismo e a demagogia, do ex-governador fiquem IMPUNES, em meio ao Movimento legítimo e verdadeiro dos policiais e bombeiros militares da Paraíba”, diz a nota.

CLUBE DOS OFICIAIS DA POLÍCIA E BOMBEIROS MILITARES DA PB

NOTA REPÚDIO

O Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba vem rechaçar e repudiar a forma oportunista e demagoga , com a qual o ex-governador Ricardo Vieira Coutinho, apareceu nas redes sociais, citando a manifestação dos policiais, para criticar o seu afilhado político, o atual governador João Azevedo.

TODOS NA POLÍCIA MILITAR SABEM QUEM É RICARDO VIEIRA COUTINHO. Foi o grande responsável pela quebra da paridade entre ativos e inativos ( conquistada a duras penas) com a criação da bolsa desempenho. O Clube dos Oficiais e a Caixa Beneficente, inclusive, foram autores do mandado de segurança MS 2011.534-25.2014.815.0000, que resultou em derrota do Governo do Estado e a Justiça determinando o pagamento de precatórios aos inativos a partir deste ano de 2022.

O ex-governador teve a “cara de pau” de falar em política exitosa em seu Governo citando a compra de equipamentos de proteção individual; a formação qualificada (que já existia); as unidades de polícia solidária (que apenas mudou o nome ( antes era Polícia Comunitária); e até as promoções – que estão previstas na nossa legislação, e que RC raramente cumpria o calendário previsto em lei.

Não se deve jamais esquecer que foi na gestão do ex-governador que a nossa instituição de quase dois séculos de história foi envolvida, lamentavelmente, no escândalo da Operação Calvário, em escoltas de malas de dinheiro sujo oriundo de propina, conforme consta na investigação e de delações premiadas, já foi amplamente divulgado pela imprensa.

O ex-governador foi grande responsável por diversas maldades contra os companheiros da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba. Seu sucessor e apadrinhado, João Azevedo, deu continuidade às maldades, no estilo bem parecido com o antecessor, ambos os carrascos dos policiais e bombeiros, ativos e inativos.

O Clube dos Oficiais está vigilante e não deixará que o oportunismo o cinismo e a demagogia, do ex-governador fiquem IMPUNES, em meio ao Movimento legítimo e verdadeiro dos policiais e bombeiros militares da Paraíba.

João Pessoa 29 de dezembro de 2021

Francisco de Assis Silva Cel PM