BRASIL

Campeão pelo Vasco vira dono de construtora e declara apoio a Bolsonaro

26/09/17 - 00:00

Campeão brasileiro e da Libertadores pelo Vasco, na década de 90, Nasa, que acabou sendo um dos vilões da derrota do time para o Real Madrid, no mundial de 1998, hoje trabalha como dono de uma construtora no interior do Ceará, na cidade de Juazeiro do Norte.
Nasa nunca foi craque, mas era essencial no meio campo do time que dominou o futebol brasileiro no fim da década retrasada. Assim como Odvan, não tinha muita habilidade, mas com a raça que possuía, conseguiu cumprir bem sua função.
Ao UOL, o jogador relatou a vida atualmente:
"Tenho uma fonte de renda razoável. Dá para sobreviver. Não sou milionário, mas sou felizardo", brinca, cheio de humildade. "Eu entrei exatamente porque tinha que guardar, deixar dinheiro em banco parado era um risco. Então meu pai também me passava essa ideia, que eu tinha que comprar terreno, terreno nunca fica pobre, terra sempre vai ser valorizada. Essa foi a visão, comecei a construir, comprei prédio e assim foi, comprava algumas casas e o horizonte foi abrindo e não parei mais".
Ele comentou as dificuldades pela crise financeira no país:
"As coisas vão se afunilado, o mundo, ao invés de melhorar está piorando. Quando a gente é jovem, não liga para taxa, para imposto, para essas coisas, mas quando chega certa idade vai tendo mais ciência, caindo na realidade. Você vê que eles não facilitam as coisas para o empresário, o pequeno empresário, agora até os grandes empresários estão sofrendo com a opressão dos governantes. É um espremendo o outro. É muito difícil, melhorar não vai melhorar de forma nenhuma".
Sobre 2018, Nasa diz que apoiará Jair Bolsonaro, atualmente deputado federal pelo PSC-RJ:
"Eu ainda vou dar um crédito ao Bolsonaro. Porque ele luta pelos bons costumes, está tudo corrompido, o Congresso está todo corrompido, fazem isso na cara dura, na nossa cara. Tem algumas pessoas que estão lá dentro que não são contaminadas, mas são muito poucas. Eu acho que ele é dessas poucas", afirmou
 
 
noticiasaominuto
 
 

COMENTÁRIOS